LXNIGHTS works on founding the “Observatório do Lazer Nocturno em Lisboa” by April 2017

Last months, the members of LXNIGHTS worked together on the establishment of a new framework to study, analyze and recommend new policies for managing nighttime leisure challenges in Lisbon. Here you can read, in Portuguese, the founding act of the “Observatório do Lazer Nocturno em Lisboa” (Lisbon’s Night Leisure Observatory):

LXNIGHTS CRIARÁ O OBSERVATÓRIO DO LAZER NOCTURNO EM LISBOA 

nofre

Em Lisboa, os setores da restauração e do lazer noturno têm adquirido, ao longo das duas últimas décadas, uma crescente importância nos processos de regeneração urbana e revitalização socioeconómica nos bairros históricos do centro da cidade como resultado da crescente interação entre (1) a intensificação do processo de turistificação do centro da cidade, (2) a consolidação de Lisboa como destino europeu de estudantes estrangeiros de ensino superior, e (3) a rápida expansão e mercantilização da vida noturna nos bairros históricos do centro de Lisboa. Com efeito, a noite constitui hoje um dos principais produtos centrais no processo de “urban branding” de Lisboa, o qual encontra-se enquadrado na recente estratégia desenvolvida pela administração local de reforço do posicionamento de Lisboa no mercado turístico nacional e internacional. Todavia, a recente e rápida expansão e mercantilização da vida noturna de Lisboa têm produzido, entre outros desafios, uma deterioração das condições ambientais relativas à habitabilidade dos bairros históricos do centro da cidade onde as atividades de lazer noturno se encontram presentes (Bairro Alto, Cais do Sodré, e Santos), tal e como tem sido largamente relatado desde o âmbito da comunicação social. Face aos crescentes desafios na governança da noite na cidade de Lisboa, o LXNIGHTS tem decidido criar o Observatório do Lazer Noturno em Lisboa, o qual será plenamente operacional em Abril de 2017.

Com 10 investigadores, 6 consultores e sob a Direcção do Prof. Doutor Jordi Nofre (CICS.Nova/FCSH/UNL e Investigador Principal LXNIGHTS), o Observatório do Lazer Nocturno em Lisboa irá realizar ao longo do primeiro biénio 2017-2018 um conjunto de atividades de investigação e intervenção comunitária que será definido por 6 eixos temáticos de trabalho de recolha de informação, análise, monitorização, discussão e proposta de novas políticas públicas.

Figura 1. Eixos temáticos de investigação Vs. Áreas Científicas

E-1

Consumos e práticas de risco (álcool, drogas e sexo)

— Saúde Pública, Psicologia, Trabalho Social, Estudos de Juventude

E-2

Condições quotidianas do convívio entre os diferentes grupos sociais da noite (moradores, clientes, proprietários)

—   Sociologia & Antropologia Social

E-3

Problemas ambientais no espaço público em horário noturno (ruido, lixo, salubridade e mobilidade)

— Saúde pública, Ecologia Urbana, Geografia Urbana.

E-4

Condições laborais e formação profissional dos proprietários e trabalhadores formais e informais dos locais de lazer noturno

—   Sociologia & Antropologia Social

E-5

Violência e processos de segregação/exclusão social em espaços de lazer noturno (incluindo homofobia e patriarcalismo)

— Psicologia, Trabalho Social, Estudos de Juventude, Antropologia social.

E-6

Inter-relação e sinergias entre processos urbanos (nomeadamente turistificação, estudentificação, gentrificação) e lazer noturno

— Geografia Urbana, Sociologia Urbana,    Arquitetura e Urbanismo.

Fonte: J. Nofre.

Em suma, o Observatório do Lazer Nocturno em Lisboa na estratégia europeia sobre cidades smart, sustentáveis e inclusivas (EUROCITIES, 2014). Nesse sentido, as ações de investigação e intervenção comunitária que irão ser realizadas através do Observatório do Lazer Noturno em Lisboa têm uma visão estratégica tripartida sobre a economia da diversão noturna, a qual será considerada como:

(a) Elemento fundamental para a promoção de um consumo de lazer e um turismo urbano sustentável em termos sociais, espaciais, económicos e ambientais;

(b) Espaço-tempo, estratégia e mecanismo de promoção das indústrias criativas de Lisboa, nomeadamente no campo da música, “design”, e arte; e, ainda mais importante, como da divulgação do património material e imaterial;

(c) Estratégia e mecanismo para a promoção de uma diversão noturna inclusiva através da implementação de (c.1.) novos instrumentos de políticas públicas, estratégias, boas práticas e ações conjuntas institucionais e/ou comunitárias que visem um lazer noturno mais inclusive e igualitário; e (c.2.) novas ações (auto-) empoderamento dos diferentes atores do lazer noturno de Lisboa, visando conseguir uma melhor coesão social e habitabilidade nos bairros com forte presença de atividades de diversão noturna.

* * *

Para mais informações, não hesite em contactar com o Prof. Doutor Jordi Nofre: jnofre@fcsh.unl.pt. Ao longo dos meses de Fevereiro e Março, o blogue do LXNIGHTS comunicará de maneira continuada os avanços na formalização legal do Observatório e a sua inauguração oficial que terá lugar num espaço de diversão nocturna de Lisboa no fim do mês de Abril de 2017.


This entry was posted in Posts by Daniel Malet Calvo. Bookmark the permalink.

About Daniel Malet Calvo

I have a PhD in Urban Anthropology (2011) from University of Barcelona where I also have graduated with a BA in Social and Cultural Anthropology (2005), and a BA in History (2011). My thesis work puts forward a historical and ethnographic research focused on the most emblematic space in Lisbon's downtown: Praça do Rossio. I have been trained through many investigation projects, research grants and ethnographic works on Lisbon and Barcelona during my thesis, mainly focused on anthropology of urban space, city policies, collective action and olisipography. I'm also did research on Santiago island (Cape Verde archipelago), where I acquired experience on mobility conceptions, risk practices and urban renewal projects. Currently, as a post-doctoral researcher in the CIES-IUL (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia – Instituto Universitário de Lisboa) I'm investigating ERASMUS students as a short-term migration actors involved on heritagization processes, space production and transnational dynamics. Besides this, I'm an active member of the Grup de Recerca sobre Exclusió i Control Socials (GRECS) in the Anthropology Department of the Universitat de Barcelona, and of the Institut Català d'Antropologia (ICA)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *